Passatempo “Pen 4GB”

Uma crónica sobre a série juvenil  “The O.C. – Na terra dos ricos” valeu a António Castro uma pen drive de 4GB.

Desde já a equipa do “Espaço @ Séries” dá os parabéns ao vencedor e agradece aos outros participantes. Prometemos, a seu tempo, colocar online todos os textos que nos chegaram para este passatempo.

Sem mais demoras, deixa-mos aqui a crónica vencedora:

Depois de visualizar as 4 temporadas de Orange County, são dois os sentimentos que ficam nos espectadores, por um lado nostalgia pela saudade que fica logo no minuto seguinte a este momento, tendo em conta a familiaridade que construímos com os Cohen e com os Coopers, mas também a sensação que não era aquele o final que nós desejamos.

“Na Terra dos Ricos” foi a série mais marcante dos últimos anos do panorama juvenil norte americano, as duas primeiras temporadas criaram modas, todas as teenagers queriam ser a Marisa, todos os rapazes queriam a força do Ryan, até os “neerds” encontravam o seu herói em Seth. Nesta altura Newport preenchia o imaginário de todos os jovens norte americanos, era a encarnação do verdadeiro American Dream, onde todas as raparigas são bonitas, conquistamos tudo com belos carros, temos belas praias e tudo ao alcance de um pobre recém chegado.

As primeiras duas séries abordam acima de tudo isto, a forma como Ryan se adapta aquele meio, na forma como cria empatia com as diversas personagens, alias o grande trunfo da série é o facto de seduzir o espectador com a química que cria não só entre as personagens entre si, mas também com o espectador que facilmente se cola a uma, que serve de guia ao acompanhamento que efectua à restante série.

Contudo como é típico nos EUA, é difícil controlar o sucesso e replicar a formula milagrosa, na terceira série tudo se torna diferente, à medida que começam a ser introduzidas as problemáticas novelescas na série estas começaram a replicar-se na vida real dos seus interpretes. A rebeldia de Marisa na série seguia-se à da sua protagonista Mischa Barton fora dos ecrãs, que culminou com o desaparecimento desta da série. Ao inicio os fãs, algo farto da instabilidade de Marisa, agradeceram este facto, mas com o aparecimento da 4º e ultima temporada, todos perceberam que não podia existir “Na Terra dos Ricos” sem ela, todo aquele ódio era nada mais do que um aproximação nítida à personagem. A série lutou nos seus últimos momentos para sobreviver, mas era tarde demais, às audiências extremamente negativas, juntou-se críticos e fãs da personagem, que culminaram com o cancelamento da série ao 16 episódio da 4ª temporada.

Fica na história a melhor série juvenil que há memória, capaz de lançar alguns dos nomes que se preparam para invadir Hollywood, como Rachel Bilson que recentemente vimos em “Jumper” ou mesmo Adam Brody que vimos em “Mr. And Mrs. Smith”, ao qual se junta uma das mais fantásticas bandas sonoras que há memoria, recheada de covers de músicas eternas por novas bandas. Como grande parte das séries, “Na terra dos ricos” acabou quando a máquina comercial

deixou de funcionar e paralelamente quando o seu nível estava claramente em baixo, mas ficam os bons momentos que passamos com Ryan, Marisa, Seth e Summer.

Em breve iremos lançar o novo passatempo, estejam atentos….

Mais Artigos

4 Comentários

  • 1 Mai 2008 | Permalink |

    thanks..

  • 1 Mai 2008 | Permalink |

    Parabéns…

  • Sandra
    1 Mai 2008 | Permalink |

    bem, ja sabia que nao ia ganhar…xD tentei…fazia um jeitaço essa pen..

    mas PARABENS TOZE!!!

  • Diogo
    2 Mai 2008 | Permalink |

    Parabens.. esta simplesmente magnifico.. e impresionante como eu me vejo nas tuas palavras.. o.c. foi realmente uma serie que marçou nao so os americanos mas sim todos os adolescente.. como eu… e a quarta serie nao é assim tao ma.. apenas fugia um pouco aquilo que estavamos acostumados a ver… por mim esta serie nao acabav nunca.
    mais uma vez parabens

Enviar Comentário